Democracia Directa – Visão Cristã

Segundo a graça de Deus que me foi dada, eu, como sábio arquitecto, assentei o alicerce, mas outro edifica sobre ele. Mas veja cada um como edifica, pois ninguém pode pôr um alicerce diferente do que já foi posto: Jesus Cristo. (ICoríntios 3, 10-11)

O indiferente político é um cidadão inútil.

'Indiferença em Política' por Antero de QuentalO cidadão inútil perde o direito de viver em democracia.

… O nosso governo chama-se democracia, porque a administração serve aos interesses da maioria e não de uma minoria. … Nós consideramos o cidadão que se mostra estranho ou indiferente à política como um inútil à sociedade e à República. …
O Portal da História: Adriano Moreira, “Ideal Democrático, O Discurso de Péricles”, Legado Político do Ocidente (O Homem e o Estado), 3.ª ed., Estratégia, vol. VIII, 1995, págs. 15-31

administration favours the many instead of the few; this is why it is called a democracy. … our ordinary citizens, though occupied with the pursuits of industry, are still fair judges of public matters; for, unlike any other nation, regarding him who takes no part in these duties not as unambitious but as useless
Ancient History Sourcebook: Thucydides (c.460/455-c.399 BCE): Pericles’ Funeral Oration from the Peloponnesian War (Book 2.34-46)

Anúncios

Filed under: cidadania, democracia, duas ou três linhas, fundamentais, livros, pensamentos, , , , ,

A democracia até tolera os antidemocratas.

A democracia é o único sistema político que permite aos seus detractores publicarem a sua opinião e continuarem a viver em liberdade.

Felizmente para o Pedro Arroja.

Nota: Relativamente à alegada discriminação que Cristo faria entre os homens recomendo ao Pedro Arroja apenas, por exemplo, a leitura desta pequenina passagem do Evangelho de João (13, 16): Em verdade, em verdade vos digo, não é o servo mais do que o seu Senhor, nem o enviado mais do que aquele que o envia.

Filed under: autor: José, cristianismo, democracia, duas ou três linhas, , , , , ,

A moribunda democracia portuguesa.

– Mais de trinta e cinco anos após a conclusão do ciclo revolucionário que conduziu Portugal à democracia;

– Em pleno século XXI;

– Um governo do partido socialista continua a porta-se como um senhor feudal e a usar os poderes do Estado para tratar os cidadãos como servos da gleba, principalmente nas questões fiscais, remuneratórias e dos direitos civis.

É imprescindível reinstaurar a democracia em Portugal.

O que será necessário acontecer mais para que os cidadãos deste país  percebam esta evidência, esta necessidade absoluta, este caso de vida ou morte para a sua própria liberdade?

Filed under: acção, autor: José, democracia, duas ou três linhas, perigos, , , , ,

O autoritarismo conduz à mediocridade.

Popper explica com clareza como o autoritarismo – que os portugueses tanto parecem apreciar – conduz inevitavelmente à mediocridade.

The authoritarian will select in general those who obey, who believe, who respond to his influence. But in doing so, he selects mediocrities. For he excludes those who revolt, who doubt, who dare to resist his influence. Never can an authority admit that the intellectually courageous, i.e. those who dare to defy his authority, may be the most valuable type. Of course, the authorities will always remain convinced of their ability to detect initiative. But what they mean by this is only a quick grasp of their intentions, and they will remain for ever incapable of seeing the difference.
(POPPER, K. R., The Open Society and Its Enemies, vol. I, ed. George Routledge & Sons, Ltd., London, 1947, p. 118)

Tradução expedita:
O [líder] autoritário escolherá, em geral, aqueles que obedecem, que acreditam, que respondem à sua influência. Mas, ao fazer isto ele escolhe os medíocres. Pois ele exclui os que se revoltam, os que duvidam, os que ousam resistir à sua influência. Jamais um poderoso poderá admitir que os intelectualmente corajosos, isto é, os que se atrevem a desafiar a sua autoridade, possam ser os mais valiosos. É claro que os poderosos ficarão sempre convencidos da sua habilidade para detectar a iniciativa. Mas o que eles detectam é apenas uma fugidia percepção das suas próprias intenções e nunca serão capazes de perceber a diferença.

Filed under: duas ou três linhas, pensamentos, política, , ,

Um inesperado elogio da democracia directa.

PériclesAo fazer uma pesquisa rápida de conceitos na Wikipedia encontrei, com surpresa, este inesperado elogio à democracia directa no artigo  (com origem no Brasil) sobre abuso de poder:

Abuso de poder é o ato ou efeito de impôr a vontade de um sobre a de outro, tendo por base o exercício do poder, sem considerar as leis vigentes (importa esclarecer que a noção de abuso de poder carece sempre de normas pre-estabelecidas para que seja possível a sua definição. Desta maneira é evidente que a palavra “abuso” já se encontra determinada por uma forma mais subtil de poder, o poder de definir a própria definição. Assim que o abuso só é possível quando as relações de poder assim o determinam. ). A democracia directa é um sistema que se opõe a este tipo de atitude. …

Filed under: autor: José, democracia, duas ou três linhas

Escolha dos convidados

The nature of the parables12*Disse, depois, a quem o tinha convidado: «Quando deres um almoço ou um jantar, não convides os teus amigos, nem os teus irmãos, nem os teus parentes, nem os teus vizinhos ricos; não vão eles também convidar-te, por sua vez, e assim retribuir-te. 13Quando deres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos. 14*E serás feliz por eles não terem com que te retribuir; ser-te-á retribuído na ressurreição dos justos.»

Lucas 14

excerto transcrito daqui

Filed under: autor: José, duas ou três linhas

DA NOTABILIDADE

Ao longo da História, sempre houve homens e mulheres notáveis.
Na sua maioria, contudo, só foram considerados como tal muitos anos – décadas ou séculos – depois.

Hoje em dia, muitos dos que são tratados como notáveis, na realidade são-no apenas na arrogância e na pretensão, muitas vezes até na estupidez.

Mas há de certeza por aí homens e mulheres verdadeiramente notáveis.
Na sua maioria, contudo, só serão considerados como tal daqui a muitos anos. Agora são malucos, lunáticos ou – no mínimo – não-normais

Ana_04ddvc

Filed under: autor: Ana, duas ou três linhas, , , , ,

Copie e divulgue p.f.

Logo DD-VC

.

Acção imediata - LER e ASSINAR

Outubro 2017
D S T Q Q S S
« Set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Livros

Clique para descarregar

Clique para descarregar (NOVO)

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

clique para descarregar

clique para descarregar

Outros livros

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar

Clique para descarregar (NOVO)